A Historia do Jiu Jitsu, Academias, Mestres, Competidores, Resultados das Maiores Competições e as Últimas Novidades

Este post também está disponível em: Inglês

Shanti Abelha é uma competirora faixa preta de Jiu Jitsu nascida no Brasil, que luta internacionalmente pela equipe filial da CheckMat na Dinamarca, a academia Arte Suave. Shanti é uma das principais atletas no mundo, tendo medalhado em muitas das principais competições no calendário do Jiu Jitsu, como o Campeonato Mundial, o European Open e Mundial de Jiu Jitsu Sem Kimono.

Shanti Abelha Jiu Jitsu

Nome Completo: Shanti Ananda Damasceno Abelha

Apelido: n/d

Linhagem: Mitsuyo Maeda > Carlos Gracie > Helio Gracie > Rolls Gracie > Romero Cavalcanti > Leonardo Vieira / Shimon Mochizuki > Shanti Abelha

Principais Conquistas:

  • Campeã Mundial (2007 azul, 2008 roxa)
  • Campeã do European Open/Campeonato Europeu (2008 roxa)
  • Medalha de Bronze no European Open/Campeonato Europeu (2010 e 2011 marrom/preta, 2013 preta)
  • Medalha de Bronze no European Open (2009 e 2011 marrom/preta, 2012 e 2013 preta)
  • Medalha de Bronze Mundial de Sem Kimono (2013 preta)
  • Lutadora Veterana do ADCC (2009)

Posição/Técnica Favorita: lutadora completa, ligeira preferência para a guarda

Categoria de Peso: Médio (69kg)

Academia: Arte Suave/Checkmat

Biografia de Shanti Abelha

Shanti Abelha nasceu em 3 de dezembro de 1981, no Rio de Janeiro, enquanto seus pais eram da Bahia e Minas Gerais. Shanti se mudou para a Inglaterra quando tinha quatro anos de idade, onde viveu até aos 11. A sua adolescência foi bem movimentada, vivida entre a Dinamarca, EUA e Inglaterra. Voltando em definitivo para a Dinamarca por volta de 1999.

Shanti Abelha foi apresentada às artes marciais através de Capoeira quando ela tinha 17 anos de idade, um estilo de luta que praticou durante cinco anos, atingindo o grau de corda laranja pelo grupo Senzala. Shanti também teve uma passagem rápida pela arte marcial Chinesa do Wing Tsun em 2004, essa mudança se deveu a vontade de aprender um pouco mais de auto-defesa, no entanto, ela rapidamente percebeu que o sistema não tinha uma componente crítica e era em essencia muito filosófico, com pouca aplicação prática. Foi isso que atraiu Abelha para o Jiu Jitsu em 2005. Outra razão que levou Shanti mais perto de Jiu Jitsu foi o fato ter um primo que já praticava a arte milenar e que incentivou bastante ela a treinar.

Jiu Jitsu não veio fácil para Shanti no início. Apesar de não gostar das aulas, ela entendeu que o sistema era bem realista e eficaz, e através de sua força de vontade ela foi em frente e continuou o treinamento. Depois de alguns meses, ela decidiu testar suas habilidades em competição, algo em que ela se amarrou de imediato, esta atividade ajudou a consolidar a decisão de se manter e de melhorar o seu Jiu Jitsu.

Os dois primeiros meses de Jiu Jitsu da vida de Shanti Abelha foram passados na academia Nova União de Andre Pederneiras, no Rio de Janeiro onde Shanti passou um tempo estudando (parte de um intercâmbio de estudantes). Após o seu regresso à Dinamarca, Shanti continuou no Jiu Jitsu, primeiro treinando com Iran Mascarenhas, e depois com Shimon Mochizuki na academia Arte Suave (filial da CheckMat), com sede em Copenhaga, uma das melhores academias da Europa, um time que produziu vários medalhistas mundiais, incluindo medalhistas mundiais da faixa-preta, Alexander Trans e Ida Hansson.

Todas as faixas de Shanti Abelha foram adjudicadas por Leo Vieira e Shimon Mochizuki, incluisivé sua faixa preta em 28 de outubro de 2011, que foi também entregue pelos professores da Checkmat.

Com uma grande carreira no Jiu Jitsu, muitos pensam que Shanti Abelha é uma atleta a tempo inteiro, contudo, isso não é o caso; ao longo de sua carreira no Jiu Jitsu Abelha tem dividido seu tempo entre sua carreira como Engenharia de Produção para uma grande empresa farmacêutica internacional e Jiu Jitsu. Sendo uma pessoa ambiciosa, Abelha ocupou cargos influentes tanto como um consultora como gerente dentro da empresa farmacêutica. Para manter essa sincronia entre duas atividades tão díspares como BJJ e engenharia, Shanti teve que recorrer a suas habilidades de organização e observação. Isto incluiu uma cuidadosa programação de seu treinamento onde (por exemplo) ela escolhe quais as posições de Jiu-Jitsu que mais servem o seu jogo, se concentrando apenas nelas durante o seu treino, sendo também uma estudiosa de treino funcional e de quanto pode ser feito com tempo limitado de apenas 5 ou 6 por semana.

Quando entrevistado por BJJ Heroes para este artigo Shanti Abelha mencionou: “Eu gostaria de agradecer aos meus professores e companheiros de treino na Arte Suave, o Jiu Jitsu para mim é um esporte de equipe, e qualquer coisa que eu tenha alcançado neste esporte foi por causa da excelente formação Recebo em Copenhaga. Um grande obrigado aos meus patrocinadores Shoyoroll, Biohack.dk e SelectedDesign.dk por me apoiarem.

Shanti Abelha vs Kenia Lopes

Shanti Abelha vs Julimery dos Anjos

Passagem de guarda por Shanti Abelha

Este post também está disponível em: Inglês

Leave A Reply

Your email address will not be published.

PASSWORD RESET

LOG IN