A Historia do Jiu Jitsu, Academias, Mestres, Competidores, Resultados das Maiores Competições e as Últimas Novidades

Este post também está disponível em: Inglês

Waldomiro Perez Júnior é uma figura histórica do Jiu-Jitsu no Estado de São Paulo. Faixa preta de Jiu-Jitsu graduado por Marcelo Behring e faixa preta de Judô que treinado pelo medalha de bronze nos Jogos Olímpicos Shiak Ishi, Waldomiro graduou para a faixa preta lutadores de renome internacional como Roberto Godoi, Jorge Patino e Max Trombini, tendo tembém participado no famoso programa de MMA “The Ultimate Fighter” (no TUF7 e no TUF10) na condição de treinador de chão. Waldomiro foi ainda o fundador da Cia Paulista, uma das mais importantes academias de Jiu-Jitsu em São Paulo e ainda vice-presidente da FPJJ (Federação Paulista de Jiu-Jitsu), a primeira federação de São Paulo – uma organização que ele fundou em conjunto com Moises Murad.

Waldomiro Perez Jiu Jitsu

Nome Completo: Waldomiro Perez Junior

Linhagem: Mitsuyo Maeda > Carlos Gracie Senior > Helio Gracie > Rickson GracieMarcelo Behring > Waldomiro Perez

Principais Conquistas:

  • 2x Campeão Pan-Americano (2001 Senior 1, 2003 WO);
  • 2x Medalha de Prata no Pan-Americano (1996, 1999 master);
  • Medalha de Bronze no Pan-Americano (2000 master).

Categoria de Peso: Peso Médio (82kg)

Academia: Cia Paulista (Companhia Paulista)

Biografia de Waldomiro Perez

Waldomiro Perez nasceu no dia 20 de Janeiro de 1965 em São Paulo, Brasil. Quando Perez tinha 5 anos a sua mãe lhe disse “Nunca vou forçar você a fazer nada, mas nada me faria mais feliz do que se você praticasse Jiu-Jitsu”. E essa foi a razão pela qual o jovem Waldomiro se iniciou no Jiu-Jitsu. Começou treinando com um faixa marrom chamado Saúl no “Clube Tiete”, treinou também na academia de Gastão Gracie e teve bastantes aulas particulares com o lendário Pedro Hemetério. Viajava também para o Rio de Janeiro com regularidade porque a sua família era carioca. Quando estava no Rio ele ia treinar com o Mestre Álvaro Barreto, onde conheceu o homem que viria a se tornar o seu mestre, Marcelo Behring.

Foi sempre graduado pelo Mestre Behring e lutou defendendo a sua bandeira em muitos campeonatos importantes como a Copa Company e a Copa Atlântico Sul (um campeonato organizado por Joe Moreira, um faixa preta com quem Waldomiro Perez também treinou). Em São Paulo, Waldomiro treinava regularmente seu Judô em Ubatuba, com o mestre Jozino. Por lá ele conheceu Maximiliano Trombini. Max era um lutador de Judô enérgico. Os dois (Waldomiro e Max) criaram uma longa e duradoura amizade (Trombini é padrinho do filho mais velho de Perez, Kalani). Max também se tornou um dos primeiros alunos de Waldomiro e se tornou o seu primeiro faixa preta.

Perez começou dando aula na academia de Marcelo Behring, na época em que o brilho dessa estrela do Jiu-Jitsu se começou a dissipar, devido a problemas pessoais. Em 1988 Waldomiro formou a Cia Paulista, na época chamada de Cia Atlética – o nome foi alterado para “Paulista” anos mais tarde por forma a identificar e exibir o estado que eles orgulhosamente representavam. Perez foi o principal instrutor da academia por 15 anos, tendo também treinado as forças especiais de elite chamadas GOE (Grupamento de Operações Especiais) por 12 anos.

No começo da década de 1990 (por volta de 1993) Waldomiro junto com Moisés Murad – o fundador da academia Lotus (outro time importante de São Paulo) – ajudaram a formar uma federação em São Paulo, a que chamaram Federação Paulista de Jiu-Jitsu. A organização foi apoiada pela maioria das academias e os seus dirigentes foram eleitos democraticamente. Waldomiro Perez e Moises Murad foram uma das listas candidatas enquanto que Otavio Almeida Junior e Roberto Lage foram a outra. A votação foi 25 – 4 para Perez e Murad e os dois ficaram com a missão de difundir a mensagem do JiuJitsu por todo o estado.

Sob a sua liderança, a federação lançou um circuito de lutas, com vários eventos e várias cidades. A ideia por detrás disso era a de trazer o esporte até às cidades mais pequenas, trazendo assim mais alunos para as academias dessas áreas. A avalanche de fãs e competidores trouxe também algum turismo para esses lugares. Apesar da ideia ser boa, a pressão dos professores da capital lentamente começou a se tornar insuportável, uma vez que eles não queriam viajar por grandes distancias com as suas equipes e acharam a ideia um aborrecimento. Depois de algum tempo, Perez e Murad se demitiram dos seus cargos na frente da federação.

O mesmo par (Perez e Murad) criaria anos mais tarde outra federação, depois de terem ocorrido muitos problemas nas competições organizadas pela FPJJ. Se uniram de novo para criar a FESP (Federação Esportiva de São Paulo) que também teve o apoio e auxílio da federação de Boxe de São Paulo. Perez foi vice-presidente da FESP por 10 anos.

Waldomiro Perez se mudou para os Estados Unidos pouco tempo depois da sua companheira dar a luz o seu primeiro filho (Kalani). Sendo uma cidadã americana ela queria que seu filho fosse criado num meio mais seguro, longe da instabilidade de São Paulo. Por lá, Mestre Perez Junior abriu a sua academia, tendo já graduado atletas Norte Americanos para a faixa preta. Esteve também envolvido na aprendizagem de alguns dos melhores lutadores de MMA, como o já mencionado Jorge Patino, Quinton “Rampage” Jackson ou Tito Ortiz. Na verdade, o prestigio de Waldomiro na mídia brasileira estava bem patente na Tatame, na sua matéria sobre MMA no Brasil, com uma menção sobre a sua Arvore Genealogica do MMA.

Faixas Pretas famosos graduados por Waldomiro Perez
Maximiliano Trombini
Jorge Patino “Macaco”
Roberto Godoi
Eduardo de Sá Leitão
Rick Kovarik
Hernesto Bueno Garcia
Ricardo Janini
Brady Fink

Sites importantes:

Cia Paulista: www.cpjj.org

Huntington Beach Ultimate Training Center: www.hbutc.com

Este post também está disponível em: Inglês

Leave A Reply

Your email address will not be published.

PASSWORD RESET

LOG IN