A Historia do Jiu Jitsu, Academias, Mestres, Competidores, Resultados das Maiores Competições e as Últimas Novidades

Este post também está disponível em: Inglês

O Jiu Jitsu, ou Brazilian Jiu Jitsu como é correntemente chamado fora do Brasil, é um esporte de luta agarrada (também chamado internacionalmente de “grappling”) ou uma arte marcial, que evoluiu a partir de suas raízes japonesas na década de 1920 no Brasil e continuou evoluindo durante muitas décadas até chegar ao seu formato atual. Este estilo de luta se tornou muito popular também nos Estados Unidos após uma série de performances vitoriosas do lutador representante do Jiu Jitsu, Royce Gracie, no início do UFC (Ultimate Fighting Championship), onde ele lutou contra os competidores de diferentes artes marciais em lutas de Vale Tudo (na epoca denominado No-Holds-Barred, hoje MMA), tornando-se o primeiro campeão do evento. Esses primeiros UFCs ajudaram a demonstrar a eficiência do Jiu Jitsu para uma audiência maior, tornando-se uma das principais razões por trás do crescimento do esporte (mas não o única).

Nascimento do Jiu Jitsu no Brasil

A história do Jiu Jitsu no Brasil deriva principalmente de um homem, Mitsuyo Maeda – conhecido no Brasil como Conde Coma. Maeda foi aluno de Jigoro Kano e sua escola Kodokan de artes marciais. Apesar de Kano ser amplamente reconhecido como o pai do Judô, o seu estilo de ensino e sua escola eram considerados no início como parte do Ju Jitsu (Jiu Jitsu Japonês) e não um estilo de luta separado. Só mais tarde, e por motivos “politicos” (para renovar a face do Japão) foi que o Jiu Jitsu ensinado na academia Kodokan mudou o nome para Judô. Na verdade, tal como no Jiu Jitsu Brasileiro, o estilo de Jigoro de Ju Jitsu/Judô foi diluído com o decorrer do tempo e desviado do seu formato original ao longo dos anos, mudanças forçadas e consistentes nas regras e regulamentos de ambos esportes.

Mitsuyo Maeda foi um dos principais alunos de Jigoro Kano, e como tal ele foi convidado para ajudar a mostrar pro mundo a eficiencia do estilo de seu mestre. Maeda viajou por todo o mundo, mostrando a arte em arenas e circos, viajando através dos Estados Unidos, Inglaterra e muitos outros países antes de pisar no Brasil. Foi no Brasil que ele conheceu Carlos Gracie, um adolescente problemático com quem Maeda sentiu empatia e ensinou seu estilo, apesar de muitos assumirem Carlos como o único representante da lineagem de Conde Coma no Brasil, Carlos não seria o único a desenvolver a sua Escola de Jiu Jitsu, um outro aluno de Maeda também soube espalhar a sua semente no mundo da luta, Luiz França. Houve outros Mestres Japoneses que ensinaram o seu Jiu Jitsu no Brasil mas que tiveram menos reconhecimento generalizado, Mestres como Takeo Iano no Norte do Brasil e Kazuo Yoshida na Bahia.

A Importância dos Gracie no Jiu Jitsu

Carlos Gracie foi ensinado pelo Mestre Maeda, na cidade de Belém do Pará no Brasil, mas devido a dificuldades financeiras, mudou-se para o Rio de Janeiro. Mituyo Maeda também se afastou depois de seu período no Pará, para nunca mais ver seu aluno novamente. No Rio de Janeiro, 1925 Carlos estabeleceu sua primeira academia de Jiu Jitsu na Rua Marques de Abrantes, número 106. Para ajudar com a academia, ele trouxe seus irmãos e ensinou-lhes a arte de seu mestre. Os irmãos eram: Oswaldo, George, Gastão e Hélio Gracie. Carlos e seus irmãos passariam a promover a sua academia através de uma série de desafios, alguns sem regras, onde eles lutariam homens de qualquer tamanho ou peso para provar a superioridade do seu estilo.

Embora Helio Gracie se tenha tornado possivelmente o mais famoso membro da família dos irmãos Gracie, George Gracie foi o que mais competiu e o que mais ganhou de toda aquela primeira geração da família. Helio Gracie foi também um grande lutador embora as suas lutas mais famosas teram sido tambem as suas derrotas mais amargas, contra Masahiko Kimura e Waldemar Santana, duas lutas que ele perdeu embora já tivesse no fim da carreira, chegando aos 40 anos de idade e lutando contra homens maiores e mais jovens.

Com Carlos Gracie mais envolvido com o lado de negócios da família e o George abandonando os irmãos devido ao deu espirito rebelde, foi Helio quem assumiu a responsabilidade de manter a academia intacta. A Helio Gracie também foi dada a responsabilidade de criar a maioria dos filhos de Carlos Gracie, ensinando-lhes a tradição famíliar, as artes marciais. Desde 1920, a família Gracie tem sido capaz de produzir diversos lutadores talentosos, tornando-se numa das mais fortes linhagens no mundo das artes marciais e do Jiu Jitsu.

A importância de Jiu Jitsu no MMA

Os primeiros passos do esporte que é hoje denominado MMA foram dados no Brasil na década de 1920, esses eventos eram chamados de “Vale Tudo” devido as poucas regras que eram aplicadas na época, ao contrario de os dias de hoje, eram lutas sem luvas, sem categorias de peso e na maioria das vezes não tinham limite de tempo. Foi nesses eventos que a família Gracie ficou famosa pelo Brasil inteiro, utilizando o seu eficaz Jiu Jitsu para combater seus oponentes. Com o desenvolvimento do esporte nos anos 1990 e 2000 alguns ajustes foram feitos o que mudou quase por completo a face do MMA.

Nos inicio quando o Vale Tudo começou, no Brasil, os dois grandes estilos rivais foram o Jiu Jitsu e a Luta Livre. Como a popularidade do Vale Tudo cresceu, assim também cresceu a rivalidade entre estes dois estilos de luta, de tal forma que muitas lutas de rua ocorreram entre alunos de ambas as artes marciais e até mesmo invasões a academias rivais eram uma prática comum.

Em 1984 foi feita uma tentativa para resolver o caso com o “Jiu Jitsu vs Artes Marciais” onde varias personalidades do Jiu Jitsu competiram bem como da Luta Livre. O evento acabou por ser inconclusivo e a rivalidade continuou, até que em 1991 um dos eventos mais importantes da história do Vale Tudo / MMA no Brasil foi realizada para decidir de uma vez por todas, qual a melhor arte marcial no país, o evento se chamou “Desafio – Jiu-Jitsu x Luta Livre”. Três lutadores foram escolhidos de cada estilo para se enfrentarem em lutas de Vale-Tudo, sem limite de tempo, os lutadores do lado do BJJ foram Wallid Ismail, Murilo Bustamante e Fabio Gurgel contra Eugênio Tadeu, Marcelo Mendes e Denilson Maia da Luta Livre. Jiu Jitsu venceu todas as três lutas, uma grande conquista para a comunidade do Jiu-Jitsu, que a partir de então tomou as rédias do MMA no Brasil.

Enquanto o Vale Tudo no Brasil ia florescendo, o mesmo não estava acontecendo nos Estados Unidos. Foi novamente através de um esforços da família Gracie que o MMA encontrou o seu lugar nos EUA. Os Gracie viram um mercado para o seu estilo de Jiu Jitsu nos Estados Unidos, e cedo estabeleceram uma academia na Califórnia. Na tentativa de provar que seu estilo era a melhor arte marcial disponível, os Gracie desenvolveram um Vale Tudo um pouco diferente, sendo o conceito do evento sido desenhado por Rorion Gracie, a promoção recebeu o nome de Ultimate Fighting Championship (UFC), e teve o mesmo princípio que os eventos de Vale Tudo do Brasil. O primeiro campeão a emergir deste evento foi Royce Gracie, que mais tarde se tornou num dos eleitos do UFC Hall of Fame. O nome da marca e do evento em si sofreria grandes alterações ao conjunto de regras iniciais, tal como a inclusão de luvas, o despojar do Kimono (Gi), o limite de tempo ser adicionado e assim por diante. Com o tempo, os lutadores se tornaram mais completos aprendendo vários estilos de luta diferentes. Hoje, embora menos relevante do que era no passado, o Jiu Jitsu ainda é uma das disciplinas mais importantes do esporte.

Se o esporte começou em os EUA no início de 1990, o mesmo aconteçeu no Japão. Considerado o país berço das Artes Marciais, o Japão parecia ter alguma vantagem para o Vale Tudo/MMA, os japoneses tinham fortes escolas de luta em pé e no chão com o seu Karatê e escolas de Kosen Judô. Ainda assim, quando MMA (Vale Tudo) surgiu no Japão, outro nome Gracie se ergueu acima de todos os outros, o nome de Rickson Gracie. Considerado por muitos o melhor lutador de Jiu-Jitsu de todos os tempos, Rickson permaneceu invicto durante toda a sua carreira, e mais uma vez consolidou o nome de Gracie e do estilo de Jiu Jitsu no país.

Videos de Jiu Jitsu o Esporte

Alguns videos de várias lutas de Jiu Jitsu para que o leitor tenha uma ideia melhor de como decorre o Jiu Jitsu, esporte.

Nino Schembri vs Margarida

Robson Moura vs Ricardo Vieira Pt 1 (Mundial 2001)

Robson Moura vs Ricardo Vieira Pt 2 (Mundial 2001)

Romulo Barral vs Demian Maia (Brasileiro 2006)

Bill Cooper vs Rodrigo Cavaca (Grapplers Quest 2009)

Margarida vs Ronaldo Souza (World Cup 2004)

Leo Vieira vs Baret Yoshida

Celebridades que treinam/ treinaram Jiu Jitsu

Com o Jiu Jitsu se tornando um esporte de reconhecimento internacional, várias celebridades abraçaram o esporte, alguns até alcançando o grau de faixa preta. Aqui estão alguns nomes de pessoas famosas que aderiram ao Jiu Jitsu Brasileiro

Animadores:
Chuck Norris (ator): faixa preta em Jean Jacques Machado
Spencer Pratt (celebridade)
Ashton Kutcher (ator): treinou com Ricardo De La Riva
Eve Torres (Wrestler Profissional)
Nicolas Cage (ator): treinou com Royce Gracie
Chris Conrad (ator): treinou com Jean Jacques Machado.
Jim Carrey (ator)
Steven Daniells-Silva (Dancer): treinou com Andre Pederneiras
Michael Clarke Duncan (ator, ex-guarda-costas): treinou na Gracie Academy em Torrance, CA.
Michael Dudikoff (Ator)
Sean Patrick Flanery (ator): faixa preta (promovido em 4 de maio de 2008), sob Shawn Williams.
Olivier Gruner (Actor, Kickboxer)
Steve Irwin (falecido) (Caçador de Crocodilos / Personalidade da TV)
Kevin James (Ator)
Milla Jovovich (Atriz / Modelo / Fashion Designer / Singer)
Richard Norton (Artista / Ator / Dublê Marciais): faixa preta em Jean Jacques Machado.
Ed O’Neill (ator): faixa preta em Rorion Gracie
CM Punk (lutador profissional e atual detentor do World Heavyweight Championship no wrestling profissional
Guy Ritchie (diretor): treinou com Renzo Gracie.
Joe Rogan (Comediante / Ator / comentarista esportivo): faixa preta de Eddie Bravo
Jason Statham (ator)
Paul Walker (ator do “Velozes e Furiosos”/ modelo): treina com Ricardo “Franjinha” Miller.
Mario Van Peebles (ator / escritor / diretor)
“The Undertaker” (Wrestler Profissional)
Alexandre Frota (ator Brasileiro)
Raul Gazola (ator Brasileiro)
Mauricio Mattar (ator Brasileiro): faixa preta da Gracie Barra

Músicos:
Ulises Bella (Músico):
Harley Flanagan (Músico): treinou com Renzo Gracie.
Rakaa Iriscience (Músico): treinou com Ryron e Rener Gracie
Tommy Lee (Músico)
Herman Li (Músico)
Maynard James Keenan (Músico): treinou com Rickson Gracie.
Alex Varkatzas (Músico): treinou com Cleber Luciano
Rikki Rockett (Músico): faixa preta em Renato Magno.
Ben Granfelt (Musician.): treinou com Alexandre Paiva.
Zack Roth (Músico): treinou com Mike Mrkulic.
Bruce Williams (músico dos azuis): treinou com Mike Mrkulic.

Este post também está disponível em: Inglês

One Comment

Leave A Reply

Your email address will not be published.

PASSWORD RESET

LOG IN